8.9.13

[ENTREV] Confira abaixo entrevista com Dae Sung para revista japonesa TV Guide Person.

Dae Sung - TV Guide Person - Sep2013 - 11.jpg



D-LITE, tem uma voz suave, controlada, que nos faz sentir seu tremor. Usando tal voz nas músicas, mesmo sendo um cover, ela fica gravada profundamente na memória do ouvinte. Com tal encanto, mistura suas próprias cores na canção, criando uma atração extraordinária para seus ouvintes. Ao mesmo tempo, independentemente de programas musicais ou talk-shows, D-LITE sempre terá seu sorriso no rosto, criando uma boa atmosfera em torno dele e fazendo as pessoas felizes. Como será o verdadeiro D-LITE…


TV: A cor do seu cabelo não é mais dourada!
D-LITE: Quando ouvimos “I LOVE YOU” regravada, imaginamos que a cor do cabelo mudasse para azul ou roxo. Como parte da execução da canção, minha cor de cabelo também mudou. Quando terminei de pintar ficou bem brilhante. Mas a cor ficou mais clara e acabou assim (risos).

TV: Como se sentiu quando soube que ia regravar “I LOVE YOU”?
D-LITE: Yutaka Ozaki é um músico lendário no Japão. Mesmo na Coreia, “I LOVE YOU” é uma canção de ouro. Quando estava na escola, eu escutei a versão de “I LOVE YOU”, dos veteranos do grupo POSITION e desde então adoro essa música. Agora que tenho minha versão, me sinto feliz e preocupado ao mesmo tempo. Esta canção foi regravada muitas vezes também no Japão, será que consigo fazer uma boa performance? No entanto, como esta é uma excelente canção, me trouxe o desejo de desafio.

TV: Ouvi dizer que antes de gravar uma canção, você lê a letra cuidadosamente para compreender totalmente os sentimentos na canção. O que pôde sentir nesta canção?
D-LITE: Eu gosto muito da letra da música como um todo; tanto que gosto de cada palavra e de cada frase. Também tive ajuda de Seiji Kameda, que me ajudou a re-organizar a canção. Eu disse a ele que queria enfatizar a coragem de dois amantes, que mesmo enfrentando o mundo, seu amor ainda continuaria forte.

TV: Foi difícil durante as sessões de gravação?
D-LITE: Não. A produção desta vez foi simples. Como eu já tinha uma impressão muito forte desta canção, desde antes, a parte difícil foi NÃO cantar igual o original. Além disso, estou muito honrado de poder trabalhar com o violino de Hakase Taro, incorporado nesta canção, graças à melodia do violino, a clareza da música ficou muito distinta e pude mergulhar na atmosfera naturalmente. Não demorou muito.

TV: Na realidade, quanto tempo levou?
D-LITE: Cerca de 3 horas, mais ou menos. Anteriormente, quando fizemos “D’scover”, cada canção levou cerca de 6 a 8 horas. Desta vez, tenho de agradecer a Hakase Taro e Seiji Kameda.

TV: Já interagiu pessoalmente com Hakase Taro?
D-LITE: Como nós dois somos muito ocupados, não pudemos sentar para conversar. No entanto, sinto que temos uma interação mais profunda. Embora não nos comunicássemos falando, eu pude sentir o que Hakase Taro tentava me dizer, através da melodia de seu violino e isto também me ajudou a completar toda a música. No fim das contas, “I LOVE YOU” é uma canção feita por mim, Hakase Taro e Seiji Kameda.

TV: No dia seguinte você voltou para a Coréia para filmar o clipe?
D-LITE: Sim, é um clipe com um enredo de história sobre o amor romântico.

TV: Como se sentiu no processo?
D-LITE: Oh… Ainda me sinto um pouco tímido

TV: É por causa de sua primeira cena de beijo?
D-LITE: Tudo o que lembro sobre o clipe é a cena de beijo (risos). Estou brincando, claro. Foi a primeira vez que encenei uma história de amor, então eu fiquei envergonhado. No entanto, o enredo de toda a história e a música combinam perfeitamente bem.

TV: É um clipe que faz as pessoas se sentirem leves.
D-LITE: Quando eu estava assistindo o clipe, também senti a ternura. Esses sentimentos foram apresentados em detalhes.

TV: Tem histórias para compartilhar sobre seu processo de filmagem?
D-LITE: Como eu estava nervoso com a cena do beijo, fiz muitas preparações de antemão antes que ousasse filmar.

TV: O que você fez exatamente?
D-LITE: Eu tive de preparar meu coração e também escovar os dentes (risos). Mas eu acertei de primeira e não tive que regravar nenhuma vez… Fiquei um pouco desapontado (risos).

TV: (Risos) Aliás, você começou suas atividades solo no Japão, desde o ano passado e sua turnê solo, visitando 20 cidades no Japão, apenas terminou.
D-LITE: Foi uma turnê que eu nunca esquecerei. Aprendi muito durante todo o processo e todas as vezes que encontrei com meus fãs tornaram-se uma experiência valiosa. Espero que no futuro, independentemente do Big Bang ou de minhas atividades solo, essas memórias e experiências permaneçam parte da minha vida.

TV: Você não se sentiu assim em atividades de grupo, mas sim em suas atividades solo, é verdade?
D-LITE: Em primeiro lugar, foi minha primeira vez fazendo um concerto, por 3 horas, sozinho. Desde o conceito do concerto, tive inúmeros problemas. Portanto, decidi criar o palco junto com os fãs, durante os dias de concerto. Eu fiz o meu melhor para chegar à perfeição, vou seguir com o que vier naturalmente e criar um palco que se transformará em memórias para mim e para os fãs. O diferente de outras apresentações é que, até o apresentador falará com a platéia como os chefes falam com clientes. Eu tentei falar com eles casualmente e falamos sobre moda. Quando vi casais, os felicitei e perguntei se iriam casar em breve (risos).

TV: Você percorreu toda a nação, qual cidade deixou a impressão mais profunda?
D-LITE: Eu fiquei chocado com o gosto da comida em Sapporo. Até o ar tinha um cheiro tão doce. Como gosto de frutos do mar, comi muitos ouriços do mar. O frango frito é muito bom, uma mordidinha e pensei, “Sapporo é realmente bonita“.

TV: Você comeu as especialidades de outras cidades que visitou?
D-LITE: Sim. Acho que o prato de udon, de Nagasaki, é ótimo. Mas o macarrão me pareceu mochi. Quero comer até que meu estômago exploda, não é incrível? (risos)

TV: Ouvi dizer que você ainda anda malhando no Japão, teve uma boa sessão de exercícios?
D-LITE: O treinamento dos músculos tem que ser diário. No Japão, assim que arrumo um tempo, eu vou para a academia do hotel. Normalmente, também faço exercícios leves, por cerca de 10-20 minutos no meu quarto.

TV: Por que faz os exercícios?
D-LITE: Não sei bem por que, apenas faço… Às vezes, quando estou malhando, penso, “Por que estou correndo?“, “Como foi que eu comecei isso?” ou algo assim (risos). Acho que é por causa de meus tempos de trainee, onde exercício era parte da rotina diária. Agora, tornou-se algo como um hábito que faço todos os dias. Meu objetivo não é ficar com o abdômen definido, mas em vez disso, “Parecer mais magro vestindo roupas, ter carne ao retirar a roupa“.

TV: Você entende japonês bem (risos), pode falar sobre seu objetivo no futuro para suas atividades solo?
D-LITE: Eu gostaria de continuar junto com os meus fãs. Como amigos, não importa quando for, gostaria de passar um ótimo tempo juntos. Será maravilhoso construir tal relacionamento com meus fãs!

TV: Enquanto continuam suas atividades solo, a turnê do Big Bang começará em breve no Japão.
D-LITE: No primeiro semestre do ano, todos estávamos ocupados com nossas atividades solo, então o tempo em que podemos ficar os 5 juntos é curto. Parece que agora é nosso período de crescimento. Acredito que quando colocamos todas estas experiências em prática, seremos um Big Bang melhor. Então, eu também estou ansioso pela turnê de domes.

TV: Você também fez uma turnê mundial no ano passado. Acho que todos vocês devem ter passado muito tempo juntos.
D-LITE: Sim. No ano passado, graças à turnê, ficamos praticamente colados por um ano. Este ano, graças à nossas atividades solo, temos tido um espaço mais pessoal (risos).

TV: Sua compreensão da língua japonesa é muito boa (risos).
D-LITE: A verdade é que fico muito feliz quando todos os cinco estamos juntos.

TV: Faz 7 anos desde o debute do Big Bang. Vocês fizeram várias atividades com muitas pessoas. Há alguma mudança no relacionamento entre os membros do Big Bang?
D-LITE: Nestes poucos anos, nós experimentamos momentos bons e ruins. É por causa dessas experiências que o Big Bang é capaz de ser mais unido e harmonioso. Embora seja algo que não dê para ver… A verdade é que todos nós nos tornamos um. Nos momentos mais difíceis, graças aos membros, eu pude ser forte. Acho que todos também sentem isso. Neste momento, embora não digamos, já chegamos ao ponto em que somos capazes de nos entender apenas olhando uns para os outros. Ah, talvez ainda não (risos). No entanto, o trabalho em equipe é muito bom.

TV: Aos seus olhos como são os membros do Big Bang?
D-LITE: O G-Dragon é um grande líder e quando está trabalhando, fica 100% focado. Para garantir que o Big Bang produza com a melhor qualidade, ele também é rigoroso conosco. No entanto, quando saímos juntos, em dias normais, ele é como um irmão mais velho normal, eu o amo muito. V.I é o maknae, adora fazer aegyo (fofura). Aos nossos olhos, ele é um irmão mais novo muito querido, mas desde o ano passado, ele mudou um pouco. Embora não saiba o porquê, agora ele parece maduro como um adulto. A música que ele escuta mudou, a música que ele quer produzir também mudou. Estou ansioso para suas futuras atividades. Em relação ao SOL, antes e agora, sempre foi meu bom irmão mais velho, que vai ouvir tudo o que eu tiver a dizer. Ele é gentil, generoso e muito legal. Suas habilidades e modo de vida são como os de um artista de verdade. Dentre nós ele é o que mais ama a música. O TOP… Não tenho nada de especial a dizer (risos)… Embora ele seja o mais velho, ele é o único com quem podemos fazer piadas como esta (risada). Ele é generoso e parece ser capaz de aceitar qualquer coisa que você fizer. Suas habilidades de rap são definitivamente as melhores. Mas o que me impressiona mais é sua capacidade de atuação. Em “71: Into the Fire”, ele parecia outra pessoa. É muito profissional e eu o respeito muito.

TV: E como é o D-LITE?
D-LITE: Oh~ Hmm, como eu sou… Também não sei. Acho que sou uma pessoa com muitos lados, como um camaleão. Quando meu humor está bom, eu sou muito alegre e otimista, mas tenho um lado mais sombrio também (risos).

TV: Você não parece ter um lado sombrio.
D-LITE: Quando trabalho com música, me sinto purificar. Eu também sou tímido. Embora as pessoas digam que eu devo ter muitos amigos, isto não é verdade.

TV: O que você faz em casa?
D-LITE: Nada de especial… (risada) Assisto filmes, TV, brinco de Lego etc. O dia passa rápido.

TV: Inesperado. Entre todas estas coisas, do que você mais gosta?
D-LITE: Da amizade entre os seres humanos. Trabalho é importante, mas no final, como um ser humano, amizade é ainda mais importante.

TV: Então, conte-nos sobre as pequenas felicidades que acontecem fora do trabalho.
D-LITE: Fora do trabalho… Uma pequena felicidade seria completar um modelo pequeno de Lego. Uma grande felicidade seria completar um grande modelo de Lego (risos). Voltando ao tópico, ao escutar música, eu penso em muitas coisas. Quando rearranjo meus pensamentos e brinco com Lego, fico feliz porque isto funciona como terapia.

Quando a entrevista terminou, vimos cerca de 10 fotos de cenários de Lego, feitas por D-LITE, no telefone do seu agente. “Lego= felicidade”, acho que é isso. Da interação social, vejo outro lado de D-LITE. Durante a entrevista, pude ver um outro lado seu, e isso aumenta a vontade das pessoas entendê-lo– ele faz a gente se sentir inacreditável.

Fonte: dsholic
Tradução: Hokuto @ bigbangbrazil

Um comentário:

  1. "Eu disse a ele que queria enfatizar a coragem de dois amantes, que mesmo enfrentando o mundo, seu amor ainda continuaria forte."

    Adorei essa parte porque tive muita dificuldade para entender a letra em japonês logo que disseram que o Dae faria uma nova versão e corri atrás da canção para ver do que se tratava. No final foi justamente isso que pude extrair com uma leitura muita sofrida da letra.

    E o Dae é simplesmente doce, me sinto feliz só de ler essa entrevista. Ele disse coisas verdadeiras.

    ResponderExcluir