3.11.14

[MISC] Entrevista de Dae Sung Para Rankingbox

Entrevista de Dae Sung Para Rankingbox.jpg

Entrevista de Dae Sung publicado no site japonês Rankingbox, no dia 31 de outubro.


D-LITE, do Big Bang, é um cantor solo cheio de sentimentos poéticos, que interpretou diversas canções do J-Pop, e agora se aventura no mundo do trot! Para aumentar o clima de festa, do fim de ano do Japão, este “plano especial”, o mini-álbum D-Lite (D-raito) estará à venda, a partir de 29 de outubro! “Look At Me, Gwisun”, que foi composta por G-Dragon e traduzida por Kenichi Maeyamada, para o japonês, também faz parte do mini-álbum, ao lado de “A Big Hit!”, “Old Diary”, de Akiko Wada e “Donimo Tomaranai”, de Linda Yamamoto. Estas canções permitirão que D-LITE se liberte completamente, expandindo seu próprio mundo! Vamos ouvir o que ele tem a dizer, nesta entrevista sobre seu “álbum, que foi concluído generosamente“.


“Se eu cantar essa música na Coréia, eu definitivamente me tornarei uma celebridade instantânea e serei muito popular (risos)“.

P: Em comparação aos seus trabalhos anteriores, da concepção à criação, seu mini-álbum “D-Raito” é bastante diferente, até mesmo em termos de seu estilo de cantar e também visualmente. Essa mudança repentina me surpreendeu…
D-LITE: Eu realmente adorava ouvir trote, quando era jovem.

P: “Trot”, se eu tivesse que usar uma palavra em japonês para explicar este gênero, seria algo como enka?
D-LITE: Enka é muito semelhante às canções populares. Na Coréia, quando a família se reune para celebrar, eles o farão cantando e dançando as músicas nacionais, e eu estava determinado a experimentar o trot. Uma vez que eu tinha a confiança, de que seria capaz de lançar um bom álbum, eu queria me desafiar e mudar a minha imagem completamente (risos). Eu me diverti com todo o processo, o que me fez parecer um pouco mais suave. Até agora, mesmo na Coréia, não há nenhum membro de grupo masculino, que tenha cantado trot sério, como um gênero. Eu não estou fazendo esse trabalho de forma descuidada ou apenas por diversão. Então, sinto como se tivesse produzido um álbum incrível de trot.

P: Você sempre se envolveu em programas de variedades, não há a preocupação de que a imagem de “D-LITE”, que você construiu, seja destruída?
D-LITE: Embora isto me preocupe, eu já me decidi, então preciso ter certeza de que farei um bom trabalho. Se eu não tiver a confiança, não continuarei com isso…

P: D-LITE-san, em “Look At Me, Gwisun”, está completamente à vontade, em todos os aspectos.
D-LITE: Sim! Na Coréia, cantar essa canção, fará de você uma estrela muito popular (risos). A coreografia e o refrão são muito fáceis, todos devem aprender a ser um cantor, para poder cantar e dançar ao mesmo!

P: Falando dos movimentos, a “dança do peito” de D-LITE é um dos pontos fortes desta canção.
D-LITE: A dica é não usar sua perna, seu abdominais, nem os braços, mas apenas colocar força em seu peito e movê-lo. Tenho a honra de convidar as senhoras para fazer o mesmo movimento! (risos)

P: Por falar em senhoras, em “Look At Me, Gwisun”, há uma frase que diz: “O que devo vestir para dormir esta noite?“. Que tipo de roupa D-LITE-san gostaria que as garotas usassem para dormir?
D-LITE: Hum… Seda! Acho que o toque tem que ser seco e isso é bom o suficiente. Não importa o modelo!

P: No videoclipe podemos ver D-LITE vestindo pijama e se transformando num bebê. Qual figurino você mais gostou?
D-LITE: O “Bebê D-LITE”. Eu mesmo fiquei chocado com essa imagem (risos). “Ah~ Eu finalmente me vesti assim“.

P: G-Dragon também apareceu neste clipe, devido a amizade dos dois. Aquele papel de galã, seria algo que você gostaria de fazer?
D-LITE: Não. Inicialmente o papel de G-Dragon seria o do cara pouco popular com as mulheres, mas como ele tirou um tempo de sua agenda apertada, para aparecer no meu clipe, nós demos à ele um bom papel.

P: O que G-Dragon disse sobre a cena, no final?
D-LITE: Ele disse, “Não ficou ruim“, e riu em seguida.

“Em um quebra-cabeça, cada peça é diferente, mas quando você as juntas, elas se tornam uma obra de arte. Este é o charme do Big Bang“.

P: “A Big Hit!” usa um pouco do dialeto japonês, muito interessante.
D-LITE: Esta foi a primeira vez que eu fiz rap, usando dialetos. Embora seja difícil, eu achei interessante…

P: Além de canções trot, você também interpretou “Old Diary”, de Akiko Wada e “Donimo Tomaranai”, de Linda Yamamoto, com seu costumeiro estilo forte e poderoso. Existe alguma diferença entre as canções J-Pop, que você interpretou em 2013, com o lançamento de “D’scover”?
D-LITE: O sentimento não é o mesmo. Em “D’scover”, eu interpretei as canções, como elas eram, mas adicionando minhas próprias cores. Desta vez eu realmente mudei meu estilo e tom. Então, a diferença reside principalmente neste ponto.

P: Então você retratou um estilo de cantar totalmente diferente, algo que você nunca havia feito até agora, certo?
D-LITE: Sim. Porque eu acredito que é imperativo produzir diferentes sons e cores, para diferentes canções. Independentemente de “Old Diary” ou “Donimo Tomaranai”, o ponto mais importante ainda é o “charme” da canção. Tenho considerado, em muitos aspectos, como posso fazer o meu “charme” aparecer.

P: Eu acredito que você deve ter gravado várias vezes.
D-LITE: Na realidade, ensaiar uma canção, não é apenas cantá-la. A parte mais importante é pensar na impressão que você tem da música, após ouvi-la. Há um ditado na Coréia, que diz, “Ouça uma canção dez vezes, cante-a apenas uma“. Assim, ouvindo-a muitas vezes, você consegue pensar sobre a “chave” da canção. Então, eu sempre ouço uma canção, pensando na impressão que ela deixa em mim, e em seguida começo os preparativos.

P: Entre o trabalho que você criou agora, e o D-LITE que já existia, qual deles representa seu verdadeiro eu?
D-LITE: Os dois! (risos) Até agora eu mostrei como eu trato a música de maneira séria, então, desta vez, mostrei meu lado criança, cantando alegremente.

P: Eu gosto particularmente de sua série de verão, “A Vida Privada de To-san em Hokkaido”.
D-LITE: É o mesmo lugar, que fui no inverno. Em primeiro lugar, nós adicionamos mais tempo ao vídeo. (risos) Nós tivemos que acordar às 3 da manhã, para ver o céu e o mar. Quando vocês assistirem o vídeo, vocês vão achar que D-LITE cresceu num lugar diferente. Nesta edição, há também algumas cenas que não poderiam ser feitas no inverno. Esta é a evidência de crescimento.

P: Após isso [as promoções solo], você se juntará ao Big Bang para a turnê dos domes, a “BIGBANG JAPAN DOME TOUR IN 2014~2015″, no Japão, em novembro. Onde você acha que reside o charme do Big Bang?
D-LITE: Em primeiro lugar, a maior vantagem do Big Bang é que, como todos nós temos atividades solo, temos uma forte individualidade. Isto fica mais evidente, se você observar nossos trabalhos solo, mas se você observar de longe, poderá ver que todos nós estamos fortemente ligados. Em um quebra-cabeça, cada peça tem uma forma diferente. Mas quando você as reúne corretamente, elas se tornarão uma imagem. Este é o charme do Big Bang.

P: Entendo. Na próxima Dome Tour, teremos a chance de ver D-LITE apresentando seus trabalhos solo?
D-LITE: Isso ainda é um segredo. (risos) Nós ainda estamos no meio da discussão, mas, com certeza, será um show incrível. Temos ouvido canções, que não ouvíamos muito. Também estamos pensando mudar as coreografias, porque queremos trazer uma vibe diferente, para o nosso público, que será diferente da nossa turnê anterior. Por favor, esperem por nós!

Fonte: rankingbox via nakedae @ dsholic
Tradução: BBBR
Postagem: raay @daesung brasil

0 comentários:

Postar um comentário